Incentivo à diversidade

A missão da Braskem de colaborar para uma sociedade melhor visando às gerações atual e futura também passa pela questão dos Direitos Humanos. Isso significa que a companhia vem trabalhando para se tornar cada vez mais inclusiva e acolhedora, garantindo oportunidades iguais a todos por meio do Programa de Diversidade & Inclusão. A atuação acontece em quatro frentes: Equidade de Gênero , LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) , Raça & Etnia e Socioeconômica.

Debora Gepp, Analista de Diversidade & Inclusão na Braskem, fala mais sobre essas iniciativas:

Jovens Braskem - Qual o objetivo do Programa de Diversidade & Inclusão da Braskem?
Debora Gepp - O objetivo do programa é garantir um ambiente de trabalho livre de preconceito e discriminação, em que cada pessoa possa ser quem realmente é. Além das ações desenvolvidas de forma transversal, ou seja, abordando o tema como um todo, temos ações baseadas em quatro frentes de trabalho voltadas para a inclusão e o empoderamento de grupos historicamente minorizados. As frentes são as de Equidade de Gênero, Raça e Etnia, LGBT e Socioeconômica, cada uma delas com objetivos específicos. Na Braskem, sabemos que a promoção da diversidade fortalece a prática da cultura da empresa porque reforça nossa  crença na valorização do ser humano e na promoção de um ambiente criativo, e a geração de resultados por meio das pessoas e da responsabilidade social.

JB - Você poderia dar um exemplo dessas ações?
DG - As nossas ações são orientadas por iniciativas das quais somos signatários e que oferecem princípios norteadores de trabalho. Na frente de Gênero, somos orientados pelos Princípios de Empoderamento da Mulher da ONU Mulheres e do Pacto Global; na frente de Raça e Etnia, somos orientados pelo Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça do Governo Federal Brasileiro, e, na frente LGBT, somos orientados pelos princípios do Fórum Empresas e Direitos LGBT, do qual a Braskem foi a primeira grande empresa brasileira a se tornar signatária.

O tema foi inserido nos programas de desenvolvimento de liderança e também nos de estágio e de recém-formado. A diretriz de recrutamento e seleção foi revisada para que os critérios e orientações estivessem alinhados com a promoção da diversidade. Outras ações que realizamos foram o Fórum Braskem de Diversidade e Inclusão, que aconteceu em todas as regiões de atuação da Braskem, e a Semana da Diversidade e Inclusão, que teve sua primeira edição este ano, com promoção de diálogos sobre o tema e a participação de Integrantes de todo o Brasil.

JB - Quem faz esse trabalho na empresa?
DG - O trabalho é liderado pela área de Desenvolvimento Organizacional em Pessoas e Organização. Contamos com o apoio de áreas parceiras, como Comunicação, Sustentabilidade, Suprimentos. Nossos Grupos de Trabalho surgiram com o objetivo de convidar nossos Integrantes a participarem do programa de forma ativa, enriquecendo o desenvolvimento das ações com suas contribuições a partir da perspectiva de diversas localidades e áreas da Braskem. Os membros são também embaixadores do tema em seus locais de trabalho.

JB - O que é preciso para fazer parte desses grupos?
DG - É preciso ser integrante da Braskem e estar interessado em colaborar para o tema. Contamos com um alto engajamento interno. Quando convocamos nossos Integrantes para participarem dos Grupos de Trabalho, contamos com 167 inscrições para 90 vagas. Depois, realizamos uma seleção com critérios que garantissem a representatividade por gênero, raça, localidade, cargo etc.

JB - A Braskem conta com algum tipo de apoio especializado para realizar as atividades?
DG - Sim. Em alguns casos, como em eventos e treinamentos, contamos com o apoio de consultorias externas.