Inclusão LGBT na Braskem

Você sabia que 61% dos profissionais LGBT no Brasil não se sentem confortáveis para se assumirem no trabalho? E que outros 49% não escondem, mas deixam de falar abertamente sobre o tema e alteram o próprio comportamento para se integrarem com os colegas? Esses dados, oriundos de uma pesquisa do Center for Talent Innovation, mostram que ainda há um longo caminho a ser percorrido pelas empresas no País em relação a questões como identidade de gênero e orientação sexual.

A fim de colaborar para a mudança desse cenário, a Braskem foi pioneira em apoiar essas questões e a primeira grande empresa brasileira a se tornar signatária do Fórum Empresas e Direitos LGBT (veja boxe), um compromisso com o respeito e a promoção dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. "Queremos promover um ambiente de trabalho inclusivo, livre de homofobia e transfobia", diz Bruna Besse, Analista de Planejamento Logístico e líder do Grupo de Trabalho LGBT da companhia.

Um dos objetivos do Grupo é promover a discussão saudável de temas pertinentes ao universo LGBT. Além de oferecer benefícios iguais para todas as formas de composição de família, a Braskem também realiza ações de comunicação interna e externa para reforçar a importância da eliminação de preconceitos, empoderar e valorizar os grupos minorizados.

Segundo Bruna, o investimento em iniciativas de Diversidade & Inclusão feito pela companhia é fundamental, levando em consideração o cenário social de hoje. "Para as gerações presentes e futuras, é cada vez mais importante o exercício da empatia, da inclusão, da pluralidade de ideias e da inovação. Esses são os rumos que ditarão a formação dos novos empresários, líderes e equipes", opina Bruna.

Fórum Empresas e Direitos LGBT

 

Criado em 2013, é uma organização informal que reúne grandes empresas em torno do compromisso com o respeito e a promoção dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Para isso, foram elaborados os Dez Compromissos da Empresa com a Promoção dos Direitos LGBT, que orientam as práticas de cada empresa e os trabalhos no próprio Fórum. A adesão aos compromissos é voluntária e formalizada por meio da Carta de Adesão. São eles:

  1. Comprometerem-se, Presidência e executivos, com o respeito e com a promoção dos direitos LGBT.
  2. Promover igualdade de oportunidades e tratamento justo às pessoas LGBT.
  3. Promover ambiente respeitoso, seguro e saudável para as pessoas LGBT.
  4. Sensibilizar e educar para o respeito aos direitos LGBT.
  5. Estimular e apoiar a criação de grupos de afinidade LGBT.
  6. Promover o respeito aos direitos LGBT na comunicação e no marketing.
  7. Promover o respeito aos direitos LGBT no planejamento de produtos, serviços e atendimento aos clientes.
  8. Promover ações de desenvolvimento profissional de pessoas do segmento LGBT.
  9. Promover o desenvolvimento econômico e social das pessoas LGBT na cadeia de valor.
  10. Promover e apoiar ações em prol dos direitos LGBT na comunidade.