Networking: saiba como usá-lo bem para desenvolver-se profissionalmente

A troca de ideias e experiências com colegas de todas as idades, áreas e níveis hierárquicos é essencial para o desenvolvimento profissional. Afinal, por meio de outros pontos de vista, podemos construir nosso repertório e até mesmo ter um insight que pode mudar o rumo de um projeto difícil.

Também através desse contato com outros profissionais torna-se possível conhecer outras áreas de atuação, o dia a dia de outras empresas e até descobrir uma vaga que podemos ocupar. "Networking é superimportante! Quando você é estagiário e participa de um processo seletivo, como o que ocorre na Braskem, tem a chance de conhecer participantes de diversas áreas e conhecer um pouco da empresa sob a percepção desses colegas", destaca Milie Haji, gerente de Projetos da Cia. de Talentos.

Para funcionar, o networking precisa ser "alimentado" constantemente. Ferramentas corporativas, como o Yammer, o LinkedIn e até alguns comunicadores virtuais podem ajudar a manter o contato com equipes, fazer marketing pessoal ou contribuir para algum time que busque uma ideia. Além do meio on-line, o contato presencial também é importante.

A rede de relacionamentos também ajuda o profissional a avançar em sua carreira, com a indicação de vagas internas e externas que podem ser ocupadas por ele. "Mas, na hora de pedir indicação, nada de chegar direto, se você não fala com a pessoa faz tempo", orienta Milie. "Comece com uma mensagem mais amigável, como 'Estou te acompanhando, vi que mudou de área/emprego. Me conta como é trabalhar aí?'. Dá para ser sutil."

É importante mostrar interesse pelo outro e pelo que ele faz antes de pedir uma indicação. Se a outra pessoa não for uma amiga, mas apenas uma conhecida, a conversa olho no olho, intermediada por algum amigo em comum, pode ser muito mais proveitosa do que uma simples mensagem enviada em redes sociais.

"As pessoas gostam de se sentir lembradas, por isso não mande simplesmente um currículo com um 'lembre de mim'. Tem de haver uma troca entre as partes", conclui a gerente de Projetos.