Um fórum para discutir Diversidade e Inclusão

Lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, queers, intersexuais, assexuais - para resumir, LGBTQIA. Essa nomenclatura vem ganhando cada vez mais espaço na mídia e na sociedade. Mas você sabe o que os termos significam e qual a diferença entre orientação afetivo-sexual e identidade de gênero? Para esclarecer essas dúvidas, a Braskem realizou em maio o 2º Fórum de Diversidade e Inclusão - um evento para todos os Integrantes, que promove a disseminação do conhecimento e discussão de temas relativos a essas questões.

A iniciativa, criada no ano passado, acontece duas vezes por ano em todas as localidades da Braskem no Brasil. Nessa edição, o tema LGBTQIA foi escolhido para esclarecer quem são as pessoas dessa população e quais são os pleitos por direitos iguais. "Também é uma forma de promover um ambiente de trabalho livre de homofobia e transfobia", diz Debora Gepp, analista de  Diversidade e Inclusão na Braskem. "Esperamos que nossos Integrantes saiam do fórum mobilizados para criar uma sociedade melhor e mais inclusiva para todas as pessoas."

LGBT... o quê?

Entenda as diferenças entre orientação afetivo-sexual e identidade de gênero:

 

Orientação afetivo-sexual

L - Lésbicas: mulheres que sente atração afetivo-sexual pelo mesmo gênero.

G - Gays: homens que sentem atração afetivo-sexual pelo mesmo gênero.

B - Bissexuais: homens ou mulheres que sentem atração afetivo-sexual por ambos os gêneros.

A - Assexuais: homens, mulheres ou não binários que não sentem atração afetivo-sexual.

 

Identidade de gênero

T - Transgênero: pessoa que se identifica com o gênero oposto ao sexo de nascimento.

Q - Queer ou não binário: pessoa que não se identifica com gênero nenhum.

I - Intersexo: pessoa que nasce sem órgão genital definido e é encaixada em algum gênero ainda recém-nascida.