Vivência no exterior e carreira

Descubra o quanto a experiência em outro país pode ser positiva para o currículo

Viajar é sempre uma experiência positiva. Além de descobrir novas paisagens, sempre voltamos diferentes de cada jornada: com novas descobertas, memórias e histórias para contar. Algumas pessoas conseguem ainda somar vivências que podem ser bastante produtivas para a carreira, por meio de cursos e até trabalhos realizados em outro lugar.

"Estar em outro país exige despertar e tomar as rédeas de si próprio", diz Marcia Vazquez, gestora de capital humano e educação corporativa da Thomas Case & Associados. Para a profissional, sair do próprio mundo e buscar conceitos, conhecimentos, valores, experiências e comportamentos diferentes daqueles de seu país de origem promovem mudanças interiores e interpessoais profundas no modo de ver e viver uma realidade.

Quem consegue passar um tempo em outro país, seja para aprender uma língua ou fazer um curso que tenha a ver com a sua profissão, ganha ainda características importantes para o dia a dia corporativo, como criatividade, jogo de cintura e até habilidades para lidar em grupo. "O estudante também aprende que tem de ser um agente de sua vida e sua carreira, gerando oportunidades, planejando objetivos e cumprindo-os, direcionando-se às suas metas sem esperar que elas lhes cheguem um dia", fala Marcia. São competências que, quando aplicadas no trabalho, ajudam a dar longevidade à empresa e à carreira do profissional.

Quem pode
Todos os profissionais se beneficiam de uma vivência no exterior. "As empresas querem vencer pelo diferencial do talento que possuem, e as experiências diferenciadas de seus colaboradores farão todo o sentido nesse sucesso", conta a gestora.

O intercâmbio não precisa ser um sonho distante: basta que o profissional se programe para poder fazê-lo, mesmo que em um curto período de tempo. "Buscar uma vivência no exterior remete a um plano de carreira bem traçado, para que a experiência possa agregar valor e não apenas seja feita por fazer", diz Marcia. "Toda ação de carreira tem de estar atrelada a um propósito futuro, seja a pessoa um estudante, um estagiário ou um profissional experiente."

Multicompetências
Veja abaixo algumas das habilidades que podem ser desenvolvidas com uma experiência internacional e que são positivas para a carreira:

  • flexibilidade
  • maturidade
  • criatividade
  • jogo de cintura
  • aquisição de  novas culturas
  • melhoria nos relacionamentos interpessoais
  • aprimoramento da comunicação
  • melhoria na capacidade de solucionar problemas e propor soluções
  • iniciativa
  • proatividade 
  • independência
  • liderança
  • capacidade empreendedora